Rural Notícias
 

A IMPORTÂNCIA DO ATENDIMENTO MÉDICO DE URGÊNCIA PARA PETS DURANTE AS FESTAS DE FIM DE ANO

Postado por SYLVIO PÉLICO LEITÃO FILHO 11/12/2014 15:17:12 Artigos
por Marcello Falco (*)

Por mais cuidado e atenção que possamos ter com os animais de estimação, a época de festas costuma trazer diversos riscos para a saúde de nossos companheiros. Cães e gatos, principalmente, sofrem com a mudança na rotina diária, seja pela frequente chegada de convidados ou por viagens, e, frequentemente, acabam precisando de socorro médico rápido e adequado.

Os perigos são inúmeros e já começam na decoração dos ambientes. Bolas e enfeites para árvores de Natal podem representar uma ameaça, pois muitos animais não resistem e acabam ingerindo pedaços dos acessórios, que podem causar intoxicação, asfixia e obstrução do trato intestinal. Os pisca-piscas oferecem ainda o risco de queimaduras, caso o animal morda o fio elétrico.

É preciso atenção redobrada em relação às comidas e bebidas oferecidas aos convidados. Muitas pessoas acabam dividindo pequenas porções com os animais, que não estão acostumados com condimentos e podem sofrer com intoxicação alimentar, vômitos e diarreia. No caso das bebidas, o perigo é ainda maior, pois o álcool é absorvido mais rapidamente pelos pets, podendo gerar náuseas, vômitos, problemas respiratórios, coma e, em casos extremos, a morte do animal.

Outro inimigo para o bem-estar dos pets são os fogos de artifício. Os cães, em particular, têm a audição bastante aguçada e costumam ficar muito assustados com o barulho dos fogos. Alguns chegam a se acidentar ao tentarem fugir. Além disso, são comuns os casos de feridas ou lesões causados por estilhaços de fogos de artifício.

Para evitar essa perturbação, além de abrigá-los em local seguro e fechado, recomenda-se que fiquem próximos aos seus donos,  reduzindo assim a ansiedade. 

Viajar com seu animal também requer algum planejamento e cuidados.  Do transporte adequado e seguro, com cinto de segurança ou em caixas de transporte, passando pela atenção às características do “novo” lar. Escadas, excesso de liberdade, plantas tóxicas e doenças com maior incidência  em praias ou regiões  do país.

Aconselhamos consultar seu veterinário antes das festas. Conte seus planos e ele, que, além de avaliar a condição de saúde do animal para “enfrentar” as tão esperadas férias, que poderá orientar sobre esses e outros cuidados preventivos ou emergenciais. E para essas necessidades é sempre bom contar com a cobertura de seu seguro Saúde Pet e uma rede de assistência que garanta atendimento 24 horas, principalmente durante as festividades. 

Um seguro saúde pet que ofereça ampla rede, suporte 24 horas e atendimento por reembolso é fundamental para a saúde do pet e tranquilidade dos proprietários que pretendem viajar.

______________________

(*) Marcello Falco é CEO da Petplan, empresa líder mundial em seguro saúde animal e Pet Expert.

www.qbe.com.br

 

Mais Informações:

Gisele Araujo

gisele@ralcoh.com.br 

(11) 3257.4741 - ramal 16

Débora Camargo

debora@ralcoh.com.br 

(11) 3257.4741 - ramal 17

 

Comentários

Nenhum comentário ainda foi feito, que tal ser o primeiro?




Noticiário Geral