FERTILÁQUA LANÇA TECNOLOGIA PARA AUMENTAR EFICIÊNCIA DE DEFESA DA PLANTA

Postado por Sylvio Pélico Leitão Filho 12/12/2018 17:12:07 Agricultura
A Fertiláqua, um dos maiores grupos de nutrição, fisiologia de plantas e revitalização de solo, buscando ser referência no desenvolvimento de novas tecnologias, lança mais uma inovação para o produtor: a categoria de indutores de resistência, que consiste no aumento da capacidade de defesa da planta contra amplo espectro de organismos fitopatogênicos, incluindo fungos, bactérias e vírus

Os indutores são moléculas específicas que desencadeiam um complexo mecanismo de defesa das plantas contra estresses e são considerados uma alternativa moderna para minimizar os efeitos de patógenos. Seu uso apresenta-se como uma interessante ferramenta na prevenção de doenças, por seu efeito sistêmico, amplo espectro de ação, o que acaba auxiliando no controle de outras doenças e a compatibilidade com outras soluções. 

Segundo Evandro Carlos Binsfeld (Bife), diretor comercial da Fertiláqua, a performance dos fungicidas por si só, não atendem mais ao controle necessário das doenças.  “Em geral, os produtos apresentam controle de 65 a 70%. Quando acrescentamos indutores de resistência junto aos fungicidas tradicionais, conseguimos resultados extremamente satisfatórios, pois atacamos o fungo e otimizamos a planta a se defender melhor; e estas ações agem de forma  sinérgica,  permitindo melhores resultados agronômicos”.

José Ovídio Bessa, presidente do Grupo Fertiláqua, destaca: “A Fertiláqua vem investindo constantemente em pesquisa e desenvolvimento em diversos setores, como o de nutrição especial. Investimos não apenas na evolução dos produtos existentes no nosso portfólio, mas também trazemos inovação no lançamento de soluções”.

Crescendo com o Cliente – Força de Vendas

A Fertiláqua apresentou o novo produto durante o evento Crescendo com o Cliente – Força de Vendas no dia 26 novembro, em Passo Fundo/RS.

Palestrantes abordaram temas como a bioestimulação e o que ela pode fazer com os principais tipos de cultivares, resistência sistêmica adquirida, e quais as tecnologias que podem contribuir para melhores resultados e altos rendimentos na próxima safra. 

O encontro contou com a presença da equipe de campo do Grupo, representantes dos canais de venda, profissionais do setor e consultores do agronegócio. “O campo já percebeu o valor de aplicar novas tecnologias, como os indutores de resistência, e quanto pode trazer de desempenho e resultado de volta para o produtor. E a procura por isso tende a aumentar cada vez mais”, explica o diretor comercial da Fertiláqua.

Sobre o Grupo Fertiláqua

Um dos maiores grupos de nutrição, fisiologia de plantas e revitalização de solo, a empresa Fertiláqua atua por meio das marcas Aminoagro, Dimicron e Maximus, a linha Longevus no segmento de cana-de-açúcar, e a linha Golden Seeds para sementeiras e produtores de sementes. A companhia pertence ao fundo de investimento Aqua Capital. Com mais de 300 colaboradores e presença em todo o Brasil, e em outros países da América Latina, a empresa investe em pesquisa, tecnologia e inovação. A Fertiláqua conta com a sede administrativa em Indaiatuba/SP, fábricas em Cidade Ocidental/GO e Cruz Alta/RS, um centro de distribuição em Cuiabá/MT, dois Laboratórios de Análise de Sementes (LAS) e dois Centros de Inovação Tecnológica (CIT).

O grupo disponibiliza uma iniciativa pioneira, o Programa Construindo Plantas (PCP), com ações específicas em cada fase das culturas, do plantio à colheita, para potencializar o desenvolvimento de plantas mais eficientes, e um solo com melhores qualidades físicas, químicas e biológicas, buscando com isso sistemas com maiores potenciais produtivos e consequentemente rentabilidade. Com o objetivo de reconhecer a qualidade das sementes de soja no mercado brasileiro, foi criado pelo grupo o selo Sementes de Verdade. Mais informações no website: www.fertilaqua.com

 

Alfapress Comunicações

Camila Lopes (19) 2136 – 3516 / (19) 99782-7491

camila.lopes@alfapress.com.br

Comentários

Nenhum comentário ainda foi feito, que tal ser o primeiro?




Noticiário Geral