TOMATE: USO DE AMINOÁCIDOS NA FERTIRRIGAÇÃO AUMENTA PRODUTIVIDADE EM 50%

Postado por Sylvio Pélico Leitão Filho 29/08/2018 17:20:31 Agricultura
Com a técnica, o produtor tem condições de fornecer nutrientes balanceados para cada fase

Quase 55 mil hectares de hortas cultivadas no Brasil são de produção de tomate. A colheita atinge, em média, 3,6 milhões de toneladas ao ano no país, segundo estimativas do Conselho Mundial de Tomate para Processamento (WPTC). Para incrementar esses índices, produtores tem apostado no uso de soluções naturais, à base de aminoácidos e ácidos orgânicos, por meio da técnica de fertirrigação.

O engenheiro agrônomo responsável por lavouras em Monte Mor (SP), em Sumaré (SP) e em Sacramento (MG), Roberto do Amaral Júnior explica que as mudanças nos processos de irrigação e fertilização para as plantas de tomateiro, com o uso dessas soluções naturais, contribuíram para o aumento de cerca de 50% na produtividade. “As plantas e o sistema radicular apresentaram bom desenvolvimento. Os frutos são igualados e atendem ao tamanho padrão esperado pelo consumidor”, afirma.

De acordo o engenheiro agrônomo Marcos Revoredo, gerente técnico de hortifrúti da Alltech Crop Science, os aminoácidos e ácidos orgânicos promovem uma maior disponibilização de macro e micronutrientes na solução do solo. “O objetivo é favorecer absorção dos minerais via sistema radicular da planta, tornando o processo de nutrição viável e mais eficiente”, explica.

Além disso, a prática da fertirrigação possibilita um fornecimento mais uniforme dos nutrientes para as plantas de tomateiro. Isso porque o produtor tem condições de fornecer nutrientes balanceados em uma quantidade específica pra cada fase de desenvolvimento da planta. “Se ela está em uma fase vegetativa, os nutrientes fornecidos precisam estar de acordo com esse momento da cultura. Assim como, para os estágios reprodutivo e de frutificação, é empregado um outro balanceado de nutrientes, para proporcionar melhor desenvolvimento e maior enchimentos dos frutos de tomate”, complementa Revoredo.

O engenheiro agrônomo acrescenta que a fertirrigação ocorre em lavouras com maior nível de tecnologia, principalmente nas que estão voltadas à produção de tomate de mesa. Segundo o gerente técnico, “a cultura de tomate é bastante exigente em nutrição, sendo assim o fornecimento balanceado e equilibrado contribui para que o fruto atinja o melhor desenvolvimento e qualidade”.

Potencialização da produção

Para estimular naturalmente o desenvolvimento da produção de tomate, a Alltech Crop Science oferece produtos que podem ser utilizados na fertirrigação, entre eles o Soil-Plex Fert. O fertilizante organomineral à base de polissacarídeos e aminoácidos permite maior absorção dos nutrientes aplicados via solo, contribuindo para maior disponibilização dos mesmos, para o equilíbrio físico-químico da rizosfera e para a ativação da flora microbiológica do solo.

Sobre a Alltech Crop Science

A Alltech Crop Science, divisão agrícola da Alltech Inc., desenvolve soluções naturais para os desafios da agricultura nos principais mercados do mundo. Por meio de produtos com alto valor agregado e tecnologia exclusiva nas linhas de nutrição, solo, proteção e performance, garante sustentabilidade e lucratividade ao produtor rural. A Alltech Crop Science do Brasil é formada pela maior fábrica de leveduras do mundo, localizada em São Pedro do Ivaí (PR), pela sede em Maringá (PR) e pela unidade em Uberlândia (MG).

Mais Informações:

Camila Castro | Centro de Comunicação

camilac@centrodecomunicacao.com.br

(41) 3018.8062 | 99972.1904

Crédito da foto: Altech Crop Science

Comentários

Nenhum comentário ainda foi feito, que tal ser o primeiro?




Noticiário Geral